Goleada detona crise no Cruz Azul

Numa atitude inédita no futebol mexicano, o presidente do Cruz Azul, Guillermo Alvarez Cuevas, demitiu nesta terça-feira o treinador da equipe, Mario Carrillo, e rescindiu os contratos de todos os jogadores da equipe mexicana. O dirigente anunciou a medida em uma coletiva de imprensa, após a humilhante derrota para o Fênix, por 6 a 1, pela Libertadores da América. A equipe ocupa a lanterna do grupo 8, com três pontos, cujo líder é o Corinthians, com seis.O cartola justificou a atitude intempestiva pela péssima fase da equipe tanto no Torneio Clausura quanto na competição sul-americana. Durante a entrevista, Cuevas garantiu que os jogadores que queiram manter contrato com o clube somente pelos dez jogos restantes para terminar a fase classificatória do torneio mexicano poderão fazê-lo, caso contrário, serão demitidos automaticamente. Os mais badalados, caso dos uruguaios Sebastián ?El Loco? Abreu e Daniel Baldi, o argentino Mariano Messera, além do brasileiro Julio César Pinheiro e do chileno Pablo Galdames, serão recontratados de acordo com seus rendimentos.O novo treinador da tradicional equipe mexicana deve ser anunciado nesta quarta-feira. Os nomes mais cotados são o de Enrique Meza e Tomás Boy.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.