Goleada mexe com os brios da Ponte

A Ponte Preta ainda está tentando esquecer a goleada sofrida para o São Paulo, por 4 a 1, na última rodada do Torneio Rio-São Paulo. Os jogadores do time não escondem um misto de frustração e indignação e prometem esforço dobrado no jogo contra o São Caetano, sábado à tarde, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. Além de buscar a reabilitação, a Ponte sonha em se vingar do São Caetano. Tudo por causa da goleada sofrida para o time do ABC ainda no Campeonato Brasileiro do ano passado, por 6 a 3. Na época, a equipe de Campinas era comandada ainda por Marco Aurélio Moreira, atualmente no Cruzeiro. "Além de termos de acertar as contas com o São Caetano, ainda precisamos dar uma satisfação à torcida pela derrota no Morumbi", afirmou o atacante Washington.O técnico Vadão tem conversado bastante com os jogadores para superar a última derrota. "Ainda temos muitos jogos pela frente. Não podemos ficar fazendo contas, mas temos somar pontos", disse o treinador.O zagueiro Rodrigo e o lateral Elivélton, contundidos, não treinaram e ainda dependem da liberação do departamento médico para enfrentarem o São Caetano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.