Goleada não abala Ricardo Gomes

O técnico Ricardo Gomes vive uma fase adversa, a pior de sua carreira de treinador. Dois meses depois de dirigir a seleção sub-23, eliminada de torneio classificatório para os Jogos de Atenas, ele foi contratado pelo Fluminense, clube que o projetou, e logo em sua primeira partida sofreu uma goleada implacável: 4 a 0 para o Vasco."Estou chateado, mas não existe esse negócio de baixar a cabeça, não faz parte da minha personalidade." O técnico foi firme ao ser contratado pelo Tricolor na semana passada.Recusou sugestão de dirigentes do clube, de que deveria assumir o comando do time somente após o clássico, e anunciou publicamente. "Vou estar com a equipe já contra o Vasco. Quem tem medo não pode escolher a minha profissão", declarou, na oportunidade.Depois do novo vexame, Ricardo Gomes não mudou o discurso. Disse que notou várias falhas no Fluminense, que vai trabalhar bastante para corrigi-las e assim garantir a classificação para a semifinal da Taça Rio. Para tanto, tem o apoio do presidente do clube, David Fischel. O dirigente, irritado com a atuação do time nas últimas partidas, decidiu antecipar a concentração do grupo para os próximos compromissos.TIME - Recuperado de contusão, Roger voltará à equipe no jogo de quarta-feira, contra o Bangu, pela Taça Rio. E o Fluminense promoverá duas estréias na partida, a do zagueiro Odvan e a do goleiro Danrlei.

Agencia Estado,

08 de março de 2004 | 19h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.