Goleada não ilude o meia Pedrinho

A classificação do Palmeiras para a segunda fase da Copa do Brasil não iludiu Pedrinho. O meia reconhece que o time apresentou deficiências na vitória por 5 a 1 sobre o Operário, na quarta-feira, e lembrou que times fracos tecnicamente não podem servir de parâmetro para os dois confrontos contra o Criciúma. "Vamos enfrentar uma equipe de tradição. Basta recordar que já ganhou a Copa do Brasil (em 1991). Jogando em Criciúma teremos muitos problemas, mas o Palmeiras é grande o suficiente para buscar um bom resultado fora de casa. Acredito que o adversário jogará aberto, porque tem a necessidade de fazer o resultado diante da torcida. Mas uma vitória nossa significaria a reabilitação total após a eliminação do Campeonato Paulista."O técnico Jair Picerni citou o regulamento da Copa do Brasil e lembrou que uma vitória por dois gols de diferença em Santa Catarina eliminaria o jogo de volta em São Paulo. De novo, ele cobrou reforços da diretoria. "É difícil continuar trabalhando no limite. Se precisar, eu empresto dinheiro para contratações", brincou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.