Vinnicius Silva/Cruzeiro EC
Vinnicius Silva/Cruzeiro EC

Goleadas na Libertadores embalam Cruzeiro em busca da 1ª vitória no Brasileirão

Mineiros recebem o Botafogo, no Mineirão, após vitórias largas sobre Vasco e Universidad de Chile no torneio continental

Estadão Conteúdo

06 Maio 2018 | 07h26

Ainda sem vencer no Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro se apega nas últimas atuações na Copa Libertadores e trata a como obrigação a vitória no jogo deste domingo, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, contra o Botafogo, às 16 horas, pela quarta rodada do torneio.

+ Arrascaeta não treina e é dúvida no Cruzeiro para enfrentar o Botafogo

A equipe mineira tem apenas um ponto conquistado na competição nacional, fruto do empate sem gols com o Internacional, em Porto Alegre, na rodada anterior. Antes, estreou com derrota por 1 a 0 para o Grêmio, em casa, e perdeu para o Fluminense pelo mesmo placar na sequência.

Apesar dos maus resultados, o clima na Toca da Raposa é muito bom. Graças aos 11 gols marcados nas goleadas consecutivas diante de Universidad de Chile e Vasco, que tiraram a equipe de uma situação incômoda na Copa Libertadores e praticamente a garantiram nas oitavas de final do torneio.

"Só jogamos três rodadas, vamos com calma. O Cruzeiro vai vencer. Domingo, vamos trabalhar para vencer. O Campeonato Brasileiro é parelho", comentou o técnico Mano Menezes.

Diferentemente das últimas semanas, o Cruzeiro não joga no meio da próxima semana, daí a possibilidade de Mano Menezes, depois de ter times alternativos nas três rodadas do campeonato, escalar força máxima contra o Botafogo.

O treinador cruzeirense só não escalará os titulares se estes não tiveram condições físicas. O que pode ocorrer com o zagueiro Dedé, o meia uruguaio Arrascaeta e o atacante Sassá, que não participaram de um treinamento antes da partida.

Edilson (dores no tornozelo direito) e David (edema na músculo da coxa direita) seguem no departamento médico e dificilmente estarão aptos para voltar a jogar. Rafael Marques está em negociação avançada para defender o Sport e também ficará fora da partida.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.