Goleiro Bruno admite má fase do Palmeiras e pede reação rápida

'O pior momento foi a eliminação para o Guarani no Paulista, pois não dava mais para recuperar', lembra

DANIEL AKSTEIN BATISTA, Agência Estado

21 de agosto de 2012 | 15h50

O goleiro Bruno reconheceu nesta terça-feira que o Palmeiras passa por um momento delicado na temporada, mesmo não avaliando a atual fase como a pior do time nesta temporada. Ele reconheceu, porém, que o time, que está apenas em 16º lugar no Campeonato Brasileiro, precisa reagir imediatamente.

"O pior momento foi a eliminação para o Guarani no Paulista, pois não dava mais para recuperar. Agora estamos em um momento delicado, não conseguimos duas vitórias seguidas e a recuperação tem quer ser a mais rápida possível", disse Bruno.

Essa reação passa pela classificação para a próxima fase da Copa Sul-Americana. O Palmeiras venceu o jogo de ida, na Arena Barueri, contra o Botafogo por 2 a 0, e vai enfrentar o time na quarta-feira no Engenhão. Bruno prevê um duelo difícil, apesar do time já ter vencido o adversário no Rio pelo Campeonato Brasileiro.

"Já conseguimos duas importantes vitórias contra eles, mas sabemos que será complicado", disse o goleiro, negando que o Palmeiras possa adotar uma postura defensiva para segurar a vantagem obtida no primeiro duelo. "Vamos sempre buscar a vitória, vamos usar a vantagem só no final do jogo", disse.

Bruno garantiu não estar preocupado com o desgaste que a disputa da Copa Sul-Americana simultaneamente ao Campeonato Brasileiro pode causar e garantiu que o objetivo do time é lutar pelo título continental. "Quero ser campeão e a maioria aqui também quer isso. Sabemos que será mais puxado para frente, mas temos uma das melhores comissões técnicas para recuperar jogadores", comentou.

Com vários jogadores lesionados, o Palmeiras pode enfrentar o Botafogo com o banco de reservas incompleto. A situação, porém, não preocupa Bruno. "Espero que a gente nem precise usar o banco. Claro que é chato não ter tantos jogadores, mas quem estiver lá vai dar conta", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasBruno

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.