Goleiro coreano promete "dar sangue" contra a França

O goleiro da seleção coreana, Lee Woon Jae, revelou nesta sexta-feira que a Coréia vai "dar sangue" para impedir que a França marque seu primeiro gol na Copa. "Darei tudo nesse jogo. Vou me entregar por completo. Para evitar os gols, vou usar as mãos, os pés, minha cabeça e todo o meu corpo", contou o goleiro, que completará 99 jogos pela Coréia do Sul na partida contra os franceses.O último gol da França em Copas foi marcado pelo jogador Emmanuel Petit, que fez o terceiro na vitória de 3 a 0 sobre o Brasil, na final do Mundial de 1998 - na Copa de 2002, a França foi eliminada na primeira fase, após perder para Senegal (1 a 0) e Dinamarca (2 a 0) e empatar com o Uruguai (0 a 0). Na estréia desta Copa, os franceses empataram com a Suíça por 0 a 0.Os coreanos estão motivados para essa partida, já que na estréia da Copa eles ganharam da seleção de Togo por 2 a 1, de virada. Entretanto, o goleiro Lee explicou que a Coréia ainda não preparou nenhuma estratégia para enfrentar os franceses. "Ainda não conversamos nada sobre tática, mas o treinador (Dick Advocaat) deve ter preparado alguma coisa", comentou.A partida entre França e Coréia acontecerá neste domingo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.