Jonathan Nackstrand/AFP
Jonathan Nackstrand/AFP

Goleiro da Suécia minimiza derrota da Alemanha na estreia e prevê jogo complicado

Europeus se enfrentam no sábado, em Sochi, em duelo decisivo para os alemães

Estadão Conteúdo

19 de junho de 2018 | 17h58

A Suécia será o segundo adversário da Alemanha na Copa do Mundo, o primeiro desde a surpreendente derrota na estreia para o México, no último domingo. O resultado, porém, foi minimizado pelo goleiro sueco Robin Olsen, que descartou a possibilidade de um time alemão mais fraco após o revés.

+ Técnico da Suécia celebra vitória em estreia e vê Alemanha pressionada no Grupo E

+ Técnico da Coreia do Sul vê Suécia superior fisicamente ao justificar derrota

"Foi um resultado surpreendente, não funcionou para eles naquele jogo, mas não vamos nos esquecer: estamos falando sobre a Alemanha, os campeões do mundo. Você não pode descartá-los. Acho que não podemos nos apegar demais ao jogo do México, eles vão mudar algumas coisas no sistema deles", considerou.

A Suécia chega para o confronto de sábado, em Sochi, podendo encaminhar a vaga em caso de vitória. Afinal, a seleção sueca também fez sua parte na estreia e, mesmo que com muita dificuldade, garantiu a vitória sobre a Coreia do Sul por 1 a 0, com o gol de pênalti de Granqvist.

"Não acho que tenhamos ficado nervoso na estreia, talvez um pouco surpresos com o quão agressivos eles estavam no início, mas apenas isso. Começamos a segurar a bola e não apenas atacar. Podíamos respirar tendo a bola, descansar um pouco, e então iniciar nossos ataques", comentou.

 

Depois de encarar a Alemanha, a Suécia encerra sua participação na primeira fase da Copa do Mundo justamente contra os mexicanos, no dia 27, em Ecaterimburgo.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.