Jonathan Nackstrand/AFP
Jonathan Nackstrand/AFP

Goleiro da Suécia minimiza derrota da Alemanha na estreia e prevê jogo complicado

Europeus se enfrentam no sábado, em Sochi, em duelo decisivo para os alemães

Estadão Conteúdo

19 Junho 2018 | 17h58

A Suécia será o segundo adversário da Alemanha na Copa do Mundo, o primeiro desde a surpreendente derrota na estreia para o México, no último domingo. O resultado, porém, foi minimizado pelo goleiro sueco Robin Olsen, que descartou a possibilidade de um time alemão mais fraco após o revés.

+ Técnico da Suécia celebra vitória em estreia e vê Alemanha pressionada no Grupo E

+ Técnico da Coreia do Sul vê Suécia superior fisicamente ao justificar derrota

"Foi um resultado surpreendente, não funcionou para eles naquele jogo, mas não vamos nos esquecer: estamos falando sobre a Alemanha, os campeões do mundo. Você não pode descartá-los. Acho que não podemos nos apegar demais ao jogo do México, eles vão mudar algumas coisas no sistema deles", considerou.

A Suécia chega para o confronto de sábado, em Sochi, podendo encaminhar a vaga em caso de vitória. Afinal, a seleção sueca também fez sua parte na estreia e, mesmo que com muita dificuldade, garantiu a vitória sobre a Coreia do Sul por 1 a 0, com o gol de pênalti de Granqvist.

"Não acho que tenhamos ficado nervoso na estreia, talvez um pouco surpresos com o quão agressivos eles estavam no início, mas apenas isso. Começamos a segurar a bola e não apenas atacar. Podíamos respirar tendo a bola, descansar um pouco, e então iniciar nossos ataques", comentou.

 

Depois de encarar a Alemanha, a Suécia encerra sua participação na primeira fase da Copa do Mundo justamente contra os mexicanos, no dia 27, em Ecaterimburgo.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.