Goleiro Diego Alves diz que foi convocado pela regularidade

Surpresa na lista do técnico Dunga, jogador do Almería espera mostrar potencial para ir à Olimpíada de Pequim

André Rigue, estadao.com.br

11 de março de 2008 | 15h52

O goleiro Diego Alves, convocado pela primeira vez para a seleção brasileira, disse nesta terça-feira que a regularidade de seu trabalho no Almería, da Espanha, foi fundamental para entrar na lista do técnico Dunga, que chamou 22 jogadores para o amistoso do próximo dia 26 contra a Suécia, em Londres. Veja também:  Dunga anuncia surpresas na lista e deixa Ronaldinho fora "Estou muito feliz com esta convocação, pois é uma oportunidade muito boa", disse o jogador ao estadao.com.br. "Desde quando sai do Brasil [em 2007], consegui demonstrar uma regularidade muito boa. Acredito que isso foi fundamental para que eu fosse chamado pelo Dunga." Aos 22 anos, Diego espera mostrar a Dunga que tem condições de disputar os Jogos Olímpicos de Pequim, que começam em 8 de agosto. "Essa é uma grande chance. Vou me esforçar ao máximo para mostrar meu trabalho e provar que tenho condições de estar no grupo." Diego, ex-Atlético Mineiro, se destacou nesta temporada no Almería ao ficar 678 minutos sem levar gol. "Essa marca realmente foi importante para me ajudar. Hoje eu estou numa situação muito boa no Almería [com contrato até 2012], e seleção, nossa, é sempre bem vinda." Apesar da felicidade pela convocação, Diego sabe que terá um caminho complicado para assumir a titularidade, já que terá como "rival" o goleiro Júlio César, da Inter de Milão. "Meu primeiro objetivo é chegar, me entrosar com o grupo e, claro, mostrar que eu posso estar no grupo que vai Pequim."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.