Goleiro do Atlético-PR se defende e critica arbitragem

Protagonista do primeiro gol do Palmeiras, no empate por 2 a 2, no sábado, o goleiro Vinícius, do Atlético Paranaense, se defendeu após o jogo e criticou a arbitragem do mineiro Alício Pena Júnior.

AE, Agencia Estado

21 de junho de 2009 | 17h00

Vinícius, que ganhou a vaga de titular de Galatto, lamentou o primeiro gol palmeirense, que empatou a partida. Aos 23 minutos, a defesa do Atlético recuou e o goleiro bateu sobre Obina, que apenas empurrou para as redes na sequência.

"Eu tive que dominar e na hora do chute a bola pegou no calcanhar do Obina e infelizmente ele marcou, e isso acontece. Mas no geral eu evitei vários gols, e mesmo depois de ter levado este gol, a torcida continuou gritando o meu nome", destacou o goleiro.

O defensor também reclamou da arbitragem da partida. Para Vinícius, Alício Pena Júnior deixou de marcar uma falta do Palmeiras no lance que gerou o segundo gol dos visitantes. "Claramente dois jogadores do Palmeiras vieram no meu corpo na hora do escanteio e me empurraram. A arbitragem devia ter marcado a falta no lance, pois me deslocaram e isso resultou no gol deles", criticou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.