Goleiro do Deportivo Pasto agride técnico com um soco

O goleiro do Deportivo Pasto, Diego Gómez, agrediu, nesta quarta-feira, o técnico do clube colombiano, Alvaro De Jesús Gómez por não se conformar com sua condição de reserva. Gómez deu um soco em seu treinador durante uma sessão de treinos no estádio da equipe, o Libertad de Pasto. A diretoria do Deportivo já desligou o jogador de seu quadro de atletas."Vou fazer exame de corpo de delito. Jamais pensei que Diego fosse ter uma reação como esta. Um pouco antes eu havia pedido explicações sobre algumas declarações que ele fez a imprensa questionando o meu trabalho e que não se conformava com a reserva", disse Gómez em uma entrevista à agência de notícias AP. O treinador já havia pedido ao goleiro falar com o presidente do clube, Servio Tulio Salazar, sobre sua vontade de deixar a equipe. "Já estava certo que ele saíria, tomamos a decisão de comum acordo", acrescentou Gómez. O incidente foi presenciado por diversos jogadores e também alguns membros da comissão técnica do Deportivo Pasto, que se preparava para viajar a Buenos Aires no sábado para enfrentar o Gimnasia y Esgrima pelo Grupo 8 da Copa Libertadores, o mesmo do Santos."Diego começou a discutir com Gómez, perdeu a cabeça e acertou um soco no rosto de nosso técnico, que até caiu no gramado com a força do golpe", explicou Luis Eduardo Ríos, preparador físico do clube colombiano, que acrescentou: "Diego foi embora e não sabemos onde ele está."Na estréia do Deportivo Pasto na Libertadores, os colombianos receberam o Santos na última quinta feira, dia 22, e perderam por 1 a 0. Gol do volante chileno Maldonado, o seu primeiro com a camisa do clube em 52 partidas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.