Goleiro do Flu rebate críticas e diz que não falhou

Parte da torcida do Fluminense vaiou o goleiro Diego Cavalieri no empate com o Argentinos Juniors, por 2 a 2, na última quarta-feira, no Engenhão. O camisa 1, no entanto, disse que não falhou no segundo gol do time argentino, marcado de cabeça pelo baixinho Niell na pequena área tricolor, mas afirmou aceitar as críticas.

AE, Agência Estado

10 de fevereiro de 2011 | 19h05

"A torcida manifestou a insatisfação após o segundo gol, mas estou tranquilo e fazendo meu trabalho. Como eu disse, eles pagam ingresso e têm o direito de exigir. Tenho minha personalidade. Quando erro, venho e falo que errei, como foi na minha estreia. Nessa, o cara cavou a bola, eu estava no primeiro pau, não tinha como chegar, e não vejo como falha", explicou o goleiro, no dia seguinte à estreia do Fluminense na Copa Libertadores.

"Tenho muito a evoluir com os jogos. Venho em uma crescente, mas ainda não atingi meu ápice. Tenho que seguir trabalhando e me dedicando nos treinamentos. Às vezes vou tomar um gol e vão falar que a culpa é minha", ressaltou o goleiro, que já sofreu nove gols em cinco jogos.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolFluminenseDiego Cavalieri

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.