Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Goleiro do Fluminense reclama de arbitragem: 'Entrega a taça ao Palmeiras'

Júlio César ficou na bronca com o árbitro Bráulio da Silva Machado

Estadão Conteúdo

15 de novembro de 2018 | 00h14

O Fluminense saiu de São Paulo com uma derrota por 3 a 0 para o Palmeiras, na noite desta quarta-feira, no Allianz Parque, pela 34.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os jogadores do clube carioca criticaram muito a arbitragem de Bráulio da Silva Machado, resultando em um desabafo do goleiro Júlio César.

"É fato que a equipe do Palmeiras tem uma qualidade enorme, não é por acaso que está na liderança, mas a arbitragem assim fica difícil. Me desculpem, mas marcou faltas que não existem. O segundo e o terceiro gols foram originados de faltas que não foram nada. Entrega a taça para o Palmeiras logo", afirmou ainda na beira do gramado.

Jadson, expulso por reclamação na etapa final, já havia disparado contra a arbitragem durante o intervalo da partida, quando o jogo apontava a vitória do Palmeiras por 1 a 0. "É muito difícil conversar com ele (árbitro). Poucas vezes no futebol peguei um cara tão arrogante igual a ele. Deu uma sequência de cartão para o nosso time. Nem falei com ele e me deu amarelo. A gente procura não criticar arbitragem, pois são pessoas que passam por dificuldade, que tentam acertar, mas ele está demais hoje, sem condições. Irrita nosso time, irrita o time deles. Está totalmente despreparado", disparou.

Apesar da derrota, o Fluminense segue ainda em situação confortável na tabela de classificação. O time carioca é o 11.º colocado, com 41 pontos. Na próxima rodada, enfrenta o Ceará na segunda-feira, às 20h, no Maracanã.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.