François Renoir/Reuters
François Renoir/Reuters

Goleiro do Torino é suspenso por mais de 3 anos por causa de manipulação

Gillet foi considerado culpado por ajudar a alterar resultados de jogos da Série B do Italiano

AE-AP, Agência Estado

16 de julho de 2013 | 09h45

ROMA - O goleiro Jean Francois Gillet, do Torino, foi punido nesta terça-feira com uma suspensão de três anos e sete meses pela Federação Italiana de Futebol (FIGC, na sigla em italiano) por sua participação em um escândalo de manipulação de resultados na Itália.

O jogador belga foi considerado culpado por manipular e deixar de relatar a existência de manipulação em dois jogos da Série B do Campeonato Italiano, entre Bari e Treviso, em maio de 2008, e entre Salernitana e Bari, em maio de 2009.

O atleta de 34 anos de idade foi uma das 20 pessoas suspensas nesta terça-feira pela FIGC, que nesta última decisão aplicou punições que variaram entre seis meses e quatro anos aos condenados. Ele já defendeu a seleção belga em nove partidas e defendeu o Bari por 11 anos, antes de se transferir para o Bologna em 2011 e no ano seguinte ser contratado pelo Torino.

Ao menos 50 pessoas já foram presas na Itália por manipulação de resultados desde o meio de 2011, sendo que promotores de Cremona, Bari and Nápoles ainda estão investigando partidas suspeitas de armação no futebol italiano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.