Goleiro do Vasco prevê clima de final contra o Coritiba

O goleiro Fernando Prass admitiu nesta quarta-feira que o Vasco terá dificuldade para segurar a pressão do Coritiba, nesta quinta, em São Januário. Para o vascaíno, o time paranaense vai encarar o jogo com uma revanche da final da Copa do Brasil, conquistada pelos cariocas na casa do rival.

AE, Agência Estado

07 de setembro de 2011 | 15h22

"Eu conversei com pessoas de lá e sei qual é o sentimento deles para este jogo. Aquela decisão da Copa do Brasil marcou muito para o time deles, porque conquistamos o título dentro no Couto Pereira. Por mais que o jogo desta quinta seja por outro campeonato, eles encaram como uma decisão", alertou Prass.

Enquanto o Coritiba busca vingança, o Vasco entrará em campo motivado pela chance de brigar por mais um título nacional neste ano. "Temos a chance ainda este ano de fazer mais uma coisa inédita no clube, que é conquistar dois títulos nacionais. Isso, especialmente para mim que estou aqui desde o início, seria sensacional. Vamos ter um confronto equilibrado nesta quinta, mas precisamos vencer para continuar na luta pelo título", comentou o goleiro.

O Vasco ocupa o terceiro lugar da tabela, com 38 pontos, apenas dois a menos que o líder Corinthians. Por uma combinação de resultados, o time carioca pode até assumir a ponta da classificação se vencer o Coritiba, oitavo colocado.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolVascoFernando Prass

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.