Goleiro é prioridade do Corinthians

A diretoria e a comissão técnica do Corinthians se reuniram em três dias desta semana para avaliar a possibilidade de contratações. Chegaram à conclusão de que pelo menos três reforços serão necessários para o segundo semestre e de que a prioridade é a aquisição de um goleiro. Maurício está com os dias contados no Parque São Jorge. Se permanecer, será na reserva. Gléguer, que chegou no início do ano, também não tem condições de ser titular, segundo dirigentes do Alvinegro.Nos últimos dias, analisaram os nomes de vários goleiros. Existia a possibilidade de Bosco, que está no Cruzeiro, ser repassado ao clube pela Hicks Muse, parceira dos dois clubes. Mas o negócio não foi para a frente. Um dirigente que não quis se identificar revelou à Agência Estado que uma pessoa ligada a Rogério Ceni o ofereceu ao Corinthians. O são-paulino está irritado com a diretoria tricolor e admite, até, a hipótese de deixar o Morumbi.Apesar disso, não houve nenhum contato, segundo garantiu o vice-presidente Antônio Roque Citadini. "Ele tem contrato com o São Paulo e vamos respeitar isso", argumentou. "Seu nome nunca passou pela nossa cabeça." Isso, no entanto, não significa que Rogério esteja descartado. Se rescindir o contrato com o São Paulo, pode até iniciar negociações com o Corinthians.Embora tenha conquistado títulos e feito boas partidas, Maurício perdeu o prestígio depois de algumas falhas nos últimos jogos do time, na decisão da Copa do Brasil, contra o Grêmio, e na Copa dos Campeões, contra o Coritiba. Além do goleiro, outros jogadores podem sair, como o zagueiro João Carlos.Um atacante já está acertado com o clube para o segundo semestre. Trata-se de Deivid, que disputou o Campeonato Paulista pelo Santos. Seu nome só não foi anunciado ainda por causa de pendências entre o Santos e o Nova Iguaçu, que detêm seu passe.Vampeta - O volante do Paris Saint-Germain não deverá mais jogar no futebol francês. Resta definir apenas em qual clube brasileiro atuará. Três estão negociando com representantes do PSG e da Inter de Milão - os dois dividem seu passe -, Corinthians, Palmeiras e Vasco. Embora Reinaldo Pitta, empresário do atleta, queira que ele volte para a Europa, Vampeta já manifestou vontade de ficar no País. Dirigentes do PSG afirmaram que preferem abrir mão do volante a ter um jogador descontente no grupo.Nesta quinta-feira, o elenco corintiano retorna aos treinamentos, às 16 horas, no Parque São Jorge, depois de uma semana de folga. O clube contratou dois jovens atletas que estavam na Matonense, o volante Babi e o atacante Careca. O próximo jogo do time será no dia 25 de julho, contra o Colo Colo, em Santiago do Chile, pela Copa Mercosul.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.