Goleiro Fábio pede Cruzeiro ofensivo diante do São Paulo

O goleiro Fábio afirmou nesta terça-feira que o Cruzeiro não poderá entrar campo na quinta, contra o São Paulo, pensando apenas em segurar o empate. As duas equipes enfrentam-se pelas quartas de final da Libertadores - no primeiro jogo, os mineiros venceram por 2 a 1. Para o jogador, a vantagem será importante, mas o time deve ter uma postura agressiva para não sofrer uma pressão são-paulina no Morumbi.

AE, Agencia Estado

16 de junho de 2009 | 15h45

"Não podemos nos acuar. Isso vai ser importante para que a gente não sofra uma pressão desnecessária e evitar que o São Paulo consiga um resultado de começo que eles possam administrar. Temos que entrar em campo cientes da vantagem, mas que temos que ter uma postura diferente para garantir a classificação. Temos que ir para cima para, quem sabe, aumentar essa vantagem durante e conseguir mais tranquilidade", disse o goleiro.

Com a vitória no jogo de ida, no Mineirão, o Cruzeiro garante vaga nas semifinais da Libertadores apenas com um empate. Para Fábio, a vontade do time será fundamental para a classificação.

"Não somente a qualidade técnica dos jogadores, mas a raça e a determinação valem muito nessa competição. É isso que a gente tem que ter contra o São Paulo e a consciência dos jogadores é essa. Temos totais condições de fazer um bom jogo e conseguir a classificação", completou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolLibertadoresCruzeiroFábio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.