Bruno Cantini|Divulgação
Bruno Cantini|Divulgação

Goleiro Giovanni é operado e Atlético-MG prevê alta em dois dias

Jogador sofreu fraturas na face e não tem prazo para voltar a atuar

Estadão Conteúdo

22 de março de 2016 | 17h57

O Atlético-MG informou nesta terça-feira que o goleiro Giovanni foi submetido a cirurgia para corrigir uma série de fraturas em sua face. O jogador se contundiu na vitória por 3 a 0 sobre o Tupi, no último fim de semana, pelo Campeonato Estadual. Segundo o clube, o procedimento foi realizado com sucesso.

Segundo as informações divulgadas pelo Atlético-MG, a tendência é que Giovanni receba alta hospitalar nesta quinta-feira. O clube ainda não divulgou uma previsão de afastamento para o goleiro de 29 anos.

Giovanni fazia diante do Tupi sua terceira partida consecutiva como titular, aproveitando a lesão de Victor que o fez ser submetido a cirurgia no joelho. No segundo tempo do domingo, o reserva saiu para tentar interceptar um passe, acabou atingido pela perna de Vinícius Kiss e precisou ser substituído por Uilson.

Terceiro goleiro atleticano, Uilson assumirá a condição de titular e terá a primeira oportunidade de sequência. Até hoje, o atleta de 21 anos realizou somente três partidas pelo time profissional.

A situação do gol do Atlético-MG é ainda mais dramática porque as lesões também atingiram a base do clube. Além de Victor e Giovanni, os três principais goleiros dos juniores (Cleiton, Hudson e Aleksander) estão contundidos. Por isso, a tendência é que Tiago, quarta opção do time júnior, ganhe a vaga no banco da equipe principal.

Tudo o que sabemos sobre:
FutebolAtlétic-mGGiovanniHudsonTiago

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.