Fabio Motta/Estadão
Fabio Motta/Estadão

Goleiro Júlio César minimiza má fase da defesa do Fluminense

Equipe tricolor terá pela frente o poderoso ataque do Grêmio na próxima rodada

Estadão Conteúdo

12 de junho de 2017 | 19h46

O goleiro Júlio César, do Fluminense, minimizou a má fase da defesa tricolor em entrevista coletiva nesta segunda-feira, após o treino do elenco no CT Pedro Antônio, na zona oeste do Rio. O jogador enfatizou a importância do trabalho coletivo para melhorar o desempenho da zaga - a equipe tem a pior defesa do Campeonato Brasileiro, com 11 gols sofridos, ao lado do Sport - nos próximos compromissos.

"É algo que tem nos incomodado. Temos uma defesa forte, mas temos sofrido muitos gols. Acho que deve-se a todos. Somos um grupo. Se as coisas não estão encaixando, deve-se desde o Henrique Dourado até mim. Se a gente não está bem, temos que melhorar, evoluir no que precisamos e treinar mais para evitar os gols", afirmou o jogador.

Júlio César, que assumiu a titularidade nas últimas três partidas da equipe - ganhando a posição de Diego Cavalieri -, demonstrou motivação para enfrentar o Grêmio (clube que eliminou os cariocas da Copa do Brasil) nesta quinta-feira, no estádio do Maracanã, no Rio, pela sétima rodada do Brasileirão.


"Voltar a enfrentar o Grêmio é uma motivação a mais para nós, é uma das melhores equipes do momento. Vamos procurar fazer um grande jogo e vencer. É procurar acertar o que temos para acertar, para chegar na quinta-feira fortes, tanto fisicamente quanto mentalmente", projetou Júlio César.


O grupo do time tricolor das Laranjeiras realizou trabalhos físicos e táticos nesta segunda-feira sob o comando do técnico Abel Braga. Com a derrota para o Palmeiras, no sábado passado, a equipe estacionou nos 10 pontos e caiu para a sétima colocação no Brasileirão.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolFluminense

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.