Goleiro lamenta erro da seleção uruguaia no gol decisivo do Brasil

'Estava olhando a bola. Não vi quem falhou. Mas houve uma falha na marcação', avalia Muslera

AE, Agência Estado

26 de junho de 2013 | 18h56

BELO HORIZONTE - O goleiro Muslera admitiu falha na marcação uruguaia no momento do gol decisivo do Brasil, marcado pelo volante Paulinho aos 40 minutos do segundo tempo, que definiu o placar de 2 a 1 na semifinal da Copa das Confederações, nesta quarta-feira, no Mineirão. Agora, com a derrota, a seleção do Uruguai vai disputar o terceiro lugar do torneio, domingo, contra Espanha ou Itália.

No lance do gol, Paulinho subiu sozinho na área, após cobrança de escanteio de Neymar na segunda trave, e cabeceou com firmeza. "Eu estava apenas olhando a bola. Não vi quem falhou. Mas houve uma falha na marcação", avaliou Muslera, após a derrota uruguaia no Mineirão. "Não conseguimos ir à final por causa de um erro no segundo gol, mas não podemos culpar ninguém."

Muslera disse que a seleção uruguaia sabia que não teria muitas chances de gol num jogo contra os brasileiros no Brasil, mas, diante das circunstâncias, teve uma boa atuação. "Corremos muito, jogamos muito. E isso é bom", afirmou o goleiro, já projetando o próximo compromisso, domingo, em Salvador. "Agora, temos que melhorar e lutar pela terceira colocação."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.