Andrew Couldridge/Reuters
Andrew Couldridge/Reuters

Goleiro que comeu torta no banco em jogo com o Arsenal é suspenso por dois meses

Um dos casos mais insólitos do futebol inglês nos últimos tempos termina de forma nada favorável para Wayne Shaw

Estadao Conteudo

06 de setembro de 2017 | 18h31

Um dos casos mais insólitos do futebol inglês nos últimos tempos terminou de forma nada favorável para Wayne Shaw. O goleiro de 120kg foi punido nesta quarta-feira com dois meses de suspensão pela Associação de Futebol da Inglaterra (FA), acusado de ligação com apostas, após ser flagrado pelas câmeras de tevê comendo uma torta durante o jogo de seu Sutton United diante do Arsenal, em fevereiro, pela Copa da Inglaterra.

O curioso acontecimento, levado como brincadeira por Shaw e por boa parte dos espectadores, se tornou alvo de investigação dias depois. Isso porque a empresa de apostas do jornal The Sun, a Sun Bets, foi uma das patrocinadoras do Sutton na partida. E nela, havia uma aposta que pagava oito libras esterlinas para cada uma apostada caso o goleiro de 45 anos comesse uma torta de carne ao longo do confronto.

O próprio Wayne Shaw admitiu na época que a decisão de comer a torta teve relação com a Sun Bets, mas negou qualquer envolvimento com apostas. Ele alegou que ficou sabendo da inusitada possibilidade de pagamento caso ele ingerisse a iguaria e que decidiu "brincar" com isso.

"Eu achei que podia brincar com eles (Sun Bets) e pensei: 'Vamos fazer!'", contou. Diante da repercussão do caso e correndo o risco de prejudicar o Sutton United, que também poderia ser punido com a investigação, Shaw pediu demissão do clube dias depois e está sem equipe.

Além da suspensão, a FA multou Shaw em 375 libras esterlinas (cerca de R$ 1,5 mil). A entidade considerou o goleiro culpado de "influenciar intencionalmente o mercado de apostas do futebol".

Notícias relacionadas
Tudo o que sabemos sobre:
futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.