Goleiro Renê é suspenso por um ano por doping

Ele foi flagrado com substância proibida e alegou que tomava o remédio para combater a dor de cabeça

AE, Agência Estado

19 de outubro de 2010 | 22h45

O goleiro Renê, titular do Bahia em boa parte da Série B do Brasileirão, foi suspenso por um ano por ter sido pego no exame antidoping após a vitória por 3 a 1 sobre a Portuguesa, na 17.ª rodada.

Foram encontrados na urina do jogador traços da substância furosemida, do medicamento Lasix. A substância é diurética e usada para controle de pressão alta.

Apesar de não aumentar o rendimento, a furosemida pode eliminar outros dopantes como anfetaminas e esteroides. Renê disse que tomava o remédio há oito anos, dado por sua mulher para combater frequentes dores de cabeça.

Durante todo o julgamento, o jogador esteve emocionado e chorou por diversas vezes, inclusive quando o primeiro auditor votou a favor de sua punição. Ele chegou a afirmar em voz alta que sua carreira havia terminado. Renê tem 33 anos e nos últimos anos defendeu Grêmio Barueri e Mirassol, ambos em São Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
futeboldopingRenêBahia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.