Goleiro reserva do Vasco não tem medo de pressão

Um treinador com a corda no pescoço, muros pichados contra a atual e a antiga diretorias, torcedores protestando do lado de fora do Estádio São Januário durante o treino e um time à beira da zona de rebaixamento. Nada disso incomoda o goleiro Roberto, que entra na equipe do Vasco na vaga do titular Tiago, expulso na partida contra o Santos, no último domingo."Para mim, quanto mais pressão melhor. Não gosto de jogo calmo, morto", disse. Roberto entra no time em uma situação nada confortável: depois da goleada de 5 a 2 sofrida na Vila Belmiro, o Vasco está na 16ª posição do Campeonato Brasileiro, com 16 pontos. A equipe carioca tem um confronto direto contra o Atlético Mineiro nesta quinta-feira, às 20h30, pela 16ª rodada do Brasileirão. Os mineiros estão na 13ª posição, com 18 pontos, antes dos jogos desta quarta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.