Goleiro sofre seqüestro-relâmpago

O goleiro André, reserva de Clemer no Internacional, foi vítima de um seqüestro-relâmpago na tarde de segunda-feira, logo depois de sair do treino no estádio Beira-Rio. Ele ficou cinco minutos em poder de dois assaltantes, que levaram seu carro - um Toyota Corolla, além de documentos e dinheiro. O jogador não sofreu agressões físicas. O seqüestro começou quando André saiu de uma padaria. Ao embarcar no automóvel, ele foi rendido pelos assaltantes, que portavam pistolas.Além de ceder a direção, André teve de circular pela cidade junto com os bandidos e ensinar um deles, o motorista, a operar o câmbio automático do automóvel.

Agencia Estado,

08 de fevereiro de 2005 | 14h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.