Goleiro vai cobrar Santos na Justiça

O goleiro Pitarelli anunciou nesta segunda que até sexta-feira pretende acionar o Santos na Justiça do Trabalho a fim de cobrar dois meses de salários atrasados, quatro meses de direito de imagem e mais multa por rescisão contratual. Contrariando informação fornecida pelo clube, o jogador garantiu que não foi procurado pela diretoria para um eventual acordo.Pitarelli deixou o Santos por não concordar com a redução salarial proposta pelos dirigentes. Também negou informação de que seu salário era de R$ 35 mil mensais. "Não gosto de falar de valores, mas garanto que era bem menos que isso", frisou, anunciando que a questão agora será resolvida no âmbito da Justiça trabalhista.Amistoso - Depois do jogo-treino de sexta-feira, frente ao América do México, na Vila Belmiro, os jogadores voltaram a treinar nesta segunda-feira, no CT Rei Pelé, visando o amistoso marcado para sábado, às 15 horas, em Ribeirão Preto, quando a equipe enfrenta o Comercial, no Estádio Paula Travassos.Até o final do mês, o técnico Emerson Leão tem planos de realizar mais dois amistosos, que ainda estão sendo definidos. O Santos estréia dia 10 de agosto no Campeonato Brasileiro, quando enfrenta o Botafogo-RJ, na Vila Belmiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.