Goleiros brasileiros em alta fora

Técnica apurada, criatividade e aptidão ofensiva sempre estiveram entre as características exaltadas no futebol brasileiro. Nos últimos anos, porém, o nível dos goleiros nacionais vem melhorando significativamente. O Brasil sempre teve grandes goleiros, mas em nenhuma época em quantidade tão generosa como atualmente. "O Brasil tem excelentes goleiros, estão certamente entre os melhores do mundo. E são muitas as opções??, disse recentemente Carlos Alberto Parreira, técnico da seleção brasileira. Parreira teria um belo problema para definir os goleiros da seleção não fosse sua preferência indisfarçável por Dida, do Milan, com o palmeirense Marcos como reserva imediato. Mas seu leque de opções é bem extenso. Rogério Ceni, Júlio César, Gomes, Sílvio Luiz, Fábio... "Esta é uma posição que não me preocupa??, afirma o técnico. O bom momento por que passa o goleiro brasileiro pode ser comprovado pelo conceito adquirido na Europa. Um exemplo claro: Dida está sendo considerado o melhor goleiro do Campeonato Italiano por vários jornalistas locais e também por alguns colegas de posição - não é demais lembrar que, durante a Copa de 2002, Buffon, titular da Itália, disse que não conhecia Marcos, nem Dida, nem nenhum goleiro brasileiro. Júlio César está sem jogar, mas há quem garanta que ele iniciará a temporada 2005/2006 como titular da Inter de Milão. E a cada partida do PSV holandês aumenta a admiração dos europeus pelo ex-cruzeirense Gomes. Sem contar que Helton, do pequeno União de Leiria e que interessa ao Corinthians, é, para os críticos, um dos melhores em ação em Portugal. Mas qual o motivo desse crescimento? "Nossos goleiros sempre tiveram bom potencial e, desde que os goleiros passaram a ser acompanhados por treinadores específicos, evoluíram. Eles se aprimoraram nos fundamentos e o resultado está aí??, declarou recentemente Valdir Joaquim de Moraes. Palavra de quem entende como poucos de goleiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.