Golerio Sérgio fica: mesmo no banco

O trauma do rebaixamento do Palmeiras para a Segunda Divisão do Campeonato Brasileiro continua vivo na memória de Sérgio. O goleiro, que ontem substituiu Marcos na partida contra o Criciúma, pela Copa do Brasil, afirmou que a frustração com o que aconteceu deve fazê-lo repensar o seu futuro.Sua despedida do Parque Antártica, dada como certa, pode não mais se concretizar. O jogador, que em maio completará 33 anos, anunciou que pretende disputar a Série B a partir da primeira semana de abril, mesmo no banco de reservas.Leia mais no Jornal da Tarde

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.