Gols dão confiança a Coelho no Corinthians

O menino Coelho vinha perseguindo um gol de falta havia pelo menos dois meses, quando se machucou o então titular da lateral-direita, Rogério, que era também o cobrador oficial de pênaltis e de faltas do Corinthians. Quando assumiu a posição, Coelho sabia que teria de se aperfeiçoar em todos os quesitos. Começou, então, o desafio e a tentativa de se especializar na cobrança de faltas. Neste domingo, ia dando tudo certo. Dois gols, aplausos. Só faltou a ?colaboração? do Atlético-PR, que virou o jogo e venceu por 3 a 2.Dono de um chute forte, Coelho só precisava de um pouco mais de precisão. Três vezes por semana, costuma bater de 20 a 30 faltas por dia. Nos ensaios, sua média de aproveitamento melhorou muito, mas faltava o principal: a confirmação num jogo. No deste domingo, contra o Atlético-PR, fez dois - ambos no primeiro tempo.O primeiro foi aos 9 minutos, da meia direita. Jogou a bola no ângulo esquerdo de Diego, sem chance para o goleiro. O segundo, aos 33, foi do outro lado, mas com a mesma perfeição. De novo Diego nada pôde fazer. Nas duas cobranças, o detalhe foi o cochicho de Rogério, que continua sem confiança para bater faltas com o pé direito. "Ele falou para eu bater com tranqüilidade e confiança, como tenho feito nos treinamentos no Parque São Jorge", revelou Coelho.Os dois gols deram ao lateral a confiança que faltava. Coelho foi um dos melhores do time e viu sua popularidade crescer quando deixou o campo, aos 40 minutos. Foi aplaudido pela torcida.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.