Gomes diz que São Paulo merecia ao menos o empate

O São Paulo foi à Arena da Baixada neste domingo defendendo uma invencibilidade que já durava nove partidas no Campeonato Brasileiro, com uma sequência de sete vitórias. A equipe paulista até fez um bom jogo, mas acabou sofrendo um gol aos 41 minutos do segundo tempo, que decretou a vitória do Atlético-PR por 1 a 0. Após a derrota, a terceira de Ricardo Gomes à frente do clube, o treinador são-paulino achou que sua equipe poderia ter tido melhor sorte.

DIMAS RODRIGUES, Agencia Estado

23 de agosto de 2009 | 20h37

"Não é fácil jogar aqui, sempre foi assim. Pelo que fizemos no primeiro tempo merecíamos um ponto", disse o técnico, que agora vê o São Paulo com 36 pontos na classificação, quatro atrás do líder Palmeiras. "Acho que foi um jogo equilibrado e o Atlético arriscou no segundo tempo e fez o resultado", definiu Ricardo Gomes, apontando ainda a baixa produtividade ofensiva como um dos principais defeitos do time são-paulino em Curitiba.

Após a derrota para o Atlético, o São Paulo não terá muito tempo para se recuperar no Brasileiro, já que tem o clássico decisivo com o Palmeiras pela próxima rodada, domingo, no Morumbi. Diante do confronto contra o líder, porém, Ricardo Gomes se limitou apenas a comentar sobre Muricy Ramalho, técnico do time adversário. "Ele é um grande treinador, será um outro jogo. Só sabemos isso, temos toda a semana para trabalhar."

O único aspecto comentado pelo treinador são-paulino a respeito do clássico foi a volta do volante Hernanes, que não pôde atuar neste domingo porque estava suspenso. Em Curitiba, ele foi substituído por Arouca, mas Ricardo Gomes já comemora o retorno do titular. "O Arouca foi bem, mas o Hernanes tem um passe diferenciado, finaliza, o time fica mais forte", disse o técnico.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.