Gomes quer Vasco com controle emocional em decisão

Para ser campeão carioca, o Vasco precisa passar por uma série de três partidas com seu grande rival, a começar com a decisão da Taça Rio, no domingo, no Engenhão. Ao Flamengo, apenas 90 minutos o separam da conquista. Uma desvantagem psicológica que o técnico Ricardo Gomes espera superar com tranquilidade.

AE, Agência Estado

29 de abril de 2011 | 19h48

"Para vencer teremos que apresentar bom futebol. Controlar as emoções, entrar equilibrado emocionalmente", disse Gomes, que minimizou a possibilidade de o clube voltar a conquistar um turno do estadual, o que não acontece desde 2004.

"O que interessa para gente é o título carioca, não é o título do turno. Não adianta ganhar o turno e não levar o título. O ponto principal é que temos que levar o turno para chegar à final", apontou o treinador.

Ciente de que o objetivo final não virá neste domingo, Gomes trabalha a ansiedade de seus comandados. Para ele, o pensamento é jogo a jogo, vencer uma etapa para se pensar na próxima. Confia também na influência de seus jogadores-chave sobre o restante do grupo. Gomes quer que lideranças do elenco exerçam seu papel nesse momento de definição dentro e fora de campo.

"Para cada setor temos um líder. Temos o Felipe, uma liderança técnica, com grande leitura do jogo. O Eduardo (Costa) quando está em campo também. Temos o Alecsandro e o Diego", declarou o técnico.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.