González, campeão mundial em 1950, morre no Uruguai

'González foi um dos 11 leões que conseguiram calar todo o Maracanã e o Brasil inteiro', diz jornal

AE, Agencia Estado

15 Fevereiro 2010 | 18h34

O ex-jogador uruguaio Juan Carlos González, que defendeu o Peñarol e estava em campo na vitória de seu país sobre o Brasil na final da Copa do Mundo de 1950 - o chamado Maracanazo - morreu nesta segunda-feira aos 85 anos.

O jornal uruguaio El País publicou que "González foi um dos 11 leões que conseguiram calar todo o Maracanã e o Brasil inteiro. Ele foi um dos responsáveis por uma das façanhas mais memoráveis da história do esporte".

Do time campeão do mundo no Rio de Janeiro, restam vivos apenas Aníbal Paz e Ghiggia - este último imortalizado na calçada da fama do Maracanã em dezembro. Ghiggia foi o autor do gol da virada do Uruguai na final, aos 34 minutos do segundo tempo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.