Gonzalez comemora gol, mas mira duelo com Espanha

Mark Gonzalez admitiu saber que o Chile ainda está em uma situação perigosa na Copa do Mundo, apesar de ter vencido os seus dois primeiros jogos no Grupo H, o que faz com que ele não tenha tido muito tempo para comemorar o gol da vitória sobre a Suíça por 1 a 0, na segunda-feira.

AE-AP, Agência Estado

22 de junho de 2010 | 09h14

Gonzalez marcou ao 30 minutos do segundo tempo, de cabeça, o único gol da partida e acabou com o recorde de 558 minutos da Suíça sem ter a meta vazada na Copa do Mundo. "Sem dúvida é o melhor que aconteceu na minha carreira", afirmou o jogador, nesta terça-feira, sobre o gol de segunda.

O Chile lidera o Grupo H e precisa de um empata contra a Espanha para avançar, mas também pode ser eliminado se perder e a Suíça superar Honduras. Depois de dominar Honduras e a Suíça, que teve um jogador expulso, a principal preocupação chilena é a dificuldade de aproveitar as chances de gol.

"Tivemos dois jogos difíceis, dois jogos onde provavelmente tivemos a chance de ganhar por mais de um gol", disse Gonzalez. Essa incapacidade de converter chances em gols ainda pode atrapalhar o Chile, caso a classificação seja definido no saldo.

Já pensando no duelo com a Espanha, Gonzalez crê em um confronto complicado. "Vamos manter o nosso jogo e tenho certeza que eles sabem tudo sobre nossos jogadores e a nossa forma de jogar".

Tudo o que sabemos sobre:
Copa 2010futebolChileMark Gonzalez

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.