Amanda Perobelli/Estadão
Amanda Perobelli/Estadão

Gonzalo Carneiro, do São Paulo, é suspenso preventivamente por doping

Atacante uruguaio tem suspeita de uso de cocaína e tem até quarta-feira para pedir a contraprova

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

22 de abril de 2019 | 18h33

O atacante Gonzalo Carneiro, do São Paulo, foi suspenso provisoriamente por doping pela Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD). O uruguaio foi pego em exame feito pela Federação Paulista de Futebol por suspeita de uso de cocaína. Gonzalo Carneiro tem até quarta-feira para pedir o exame de contraprova. O São Paulo confirma que foi avisado pelo próprio jogador sobre a notificação, mas o clube só vai se manifestar quando tiver mais detalhes sobre o caso. A equipe do Morumbi ainda não recebeu nenhum documento oficial. 

Carneiro foi pego no exame realizado no jogo contra o Palmeiras no Pacaembu, na primeira fase do Campeonato Paulista, no dia 16 de março. O São Paulo perdeu por 1 a 0 com atuação do uruguaio nos 90 minutos

O atacante não jogou na segunda final do Campeonato Paulista diante do Corinthians, neste domingo, em Itaquera. O clube alegou que ele estava com uma tendinite no joelho esquerdo. Na primeira partida da decisão, ele atuou nos primeiros 45 minutos

De acordo com o Código Mundial Antidopagem, o atleta tem sete dias a partir do comunicado oficial para fazer o pedido da contraprova. Se o uruguaio não requisitar a contraprova dentro do prazo, isso sifnifica que ele aceita o resultado do teste inicial. E terá de pagar a pena. 

O uruguaio foi contratado pelo São Paulo em abril do ano passado com contrato até 31 de março de 2021. O São Paulo pagou ao Defensor Sporting, do Uruguai, 800 mil dólares (R$ 2,6 milhões à época) por 50% dos direitos do atacante.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.