Amanda Perobelli/Estadão
Amanda Perobelli/Estadão

Após sumiço, Gonzalo Carneiro reaparece no São Paulo e deve ser multado

Apesar do problema, clube insiste em manter atacante uruguaio e espera resposta dele dentro de campo

Redação, O Estado de S.Paulo

21 de janeiro de 2019 | 19h17

Enquanto os titulares do São Paulo que atuaram na goleada sobre o Mirassol, na estreia dos times no Campeonato Paulista, fizeram nesta segunda-feira, um trabalho de regeneração na academia e na piscina, os reservas tiveram um jogo-treino contra os suplentes do São Caetano no CT da Barra Funda. A grande novidade ficou por conta da presença do atacante Gonzalo Carneiro.

O jogador uruguaio não se apresentou na concentração para a partida contra o Mirassol e faltou a um treino no clube. Apesar da insatisfação do atleta e do ato de indisciplina, o São Paulo evitou aumentar a polêmica e avisou que não pretende liberá-lo. A diretoria deve multar o jogador como punição, mas prefere apostar na recuperação do atacante.

Nesta segunda-feira, ele entrou durante o jogo-treino no lugar de Biro Biro. O técnico André Jardine utilizou 14 jogadores. A formação titular teve: Jean; Araruna, Bruno Alves, Lucas Kal e Léo; Willian Farias, Liziero e Hernanes; Biro Biro, Diego Souza e Everton Felipe. E Igor Vinicius e Rodrigo, além de Carneiro, foram acionados posteriormente. O São Paulo venceu a atividade por 1 a 0, com gol de Araruna.

O trabalho foi realizado em dois tempos de 30 minutos e o duelo serviu para dar um pouco mais de ritmo de jogo aos reservas. Na quinta-feira, o time volta a campo pelo Campeonato Paulista para enfrentar o Novorizontino, às 21 horas, fora de casa. O lateral-esquerdo Edimar e o atacante Brenner, com dores musculares, podem não ter condições de atuar.

 

 
Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.