Natacha Pisarenko/AP
Natacha Pisarenko/AP

'Gostaria que o Neymar ficasse até o fim da Copa América', diz Messi

Argentino lamenta punição a brasileiro, no momento fora do torneio

ALMIR LEITE E GONÇALO JUNIOR, O Estado de S. Paulo

21 de junho de 2015 | 09h20

Lionel Messi, companheiro de Neymar no Barcelona, lamentou a punição de quatro jogos imposta ao brasileiro por causa da expulsão na partida contra a Colômbia. Com a pena, o atacante está fora da Copa América - cabe recurso à decisão.

"Não quero opinar sobre esse tema. Neymar é um amigo, quero sempre que ele esteja bem e lamento que não possa mais atuar na Copa América. Lamento essa suspensão que lhe deram. É um jogador muito importante para o Brasil, sei o que ele sente quando entra no campo. Gostaria que ele ficasse até o final. Se foi justa ou não, prefiro não opinar", afirmou Messi.

O argentino se manifestou depois da vitória da Argentina sobre Jamaica, neste sábado, que garantiu o primeiro lugar do Grupo B e a classificação para as quartas de final. O adversário da equipe, no entanto, ainda não está definido e pode ser até mesmo o Brasil.

A CBF tenta diminuir a pena de Neymar de quatro para três jogos o que daria, teoricamente, a chance de ele jogar a final, desde que o Brasil chegue até lá. Na derrota para a Colômbia, o atacante chutou a bola em cima de Armero e tentou dar uma cabeçada em Bacca após o apito final. Nos vestiários, ele teria xingado e puxado a camisa do árbitro Enrique Osses, mas essas informações não constam na súmula da partida.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.