Governador de SP descarta estádio em Pirituba

Alberto Goldman insistirá que abertura da Copa seja no estado; Morumbi e Palestra Itália em pauta

estadão.com.br,

21 de julho de 2010 | 11h24

SÃO PAULO - O governador do Estado de São Paulo, Alberto Goldman (PSDB), afirmou, na manhã desta quarta, que o projeto de um estádio em Pirituba, para abrir a Copa de 2014, está descartado.

Veja também:

linkReunião nesta quarta define palco paulista da Copa 2014

forumVocê aprova o logotipo da Copa 2014?

especialA Copa do Mundo no Brasil

especialTeste seus conhecimentos sobre a Copa no Brasil

lista Mais notícias sobre a Copa 2014

Em entrevista à Rádio CBN, Goldman também afirmou que a primeira opção para a Copa de 2014 continua sendo o Morumbi, que foi descartado pela Fifa, conforme antecipado pelo Estado em abril.

Mas a nova arena que o Palmeiras, juntamente com a Wtorre, começou a construir virou opção de última hora para garantir a participação de São Paulo na Copa de 2014. Com um projeto inicial para 45 mil lugares, a Arena Palestra Itália poderia receber um aporte financeiro para aumentar sua capacidade em 20 mil e, assim, ter condições de sediar o jogo de abertura.

A abertura da Copa, inclusive, será o principal assunto em questão na reunião com o governador, o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), o coordenador do comitê paulista da Copa 2014, Francisco Vidal Luna, e o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, na manhã desta quarta, no Palácio dos Bandeirantes.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
Copa 2014Alberto Goldman

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.