Fabio Motta/Estadão
Fabio Motta/Estadão

Governador do Rio determina investigação minuciosa sobre incêndio no CT do Fla

Após a tragédia,Wilson Witzel decretou luto oficial de três dias no Estado

Redação, O Estado de S.Paulo

08 Fevereiro 2019 | 11h58

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSL), determinou nesta sexta-feira que uma investigação minuciosa seja feita para apurar as causas do incêndio no Ninho do Urubu, o centro de treinamentos do Flamengo, em Vargem Grande, na zona oeste do Rio, e deixou 10 mortos e três feridos.

Segundo nota divulgada em suas redes sociais, ele solicitou a presença do vice-governador Cláudio Castro no local da tragédia para acompanhar os trabalhos das equipes do governo. E manifestou pesar pelo ocorrido no CT do Flamengo, decretando luto oficial de três dias no Estado pelo incêndio e pelas mortes das pessoas atingidas nas chuvas no Rio Janeiro na última quarta-feira.

"Quero manifestar meu mais profundo pesar por essas tragédias e prestar solidariedade às famílias das vítimas. Que Deus os receba e abençoe", escreveu o governador.

O presidente Jair Bolsonaro também lamentou o incêndio ocorrido no CT do Flamengo. "Consternado, o presidente da República se solidariza com a dor dos familiares neste momento de luto", disse o texto divulgado pela assessoria de imprensa do Palácio do Planalto.

Bolsonaro, internado no hospital Albert Einstein, em São Paulo, depois de uma cirurgia para retirada da bolsa de colostomia, classificou o episódio como uma "triste tragédia" e afirmou que as vítimas eram "jovens vidas que iniciavam sua caminhada rumo a realização de seus sonhos profissionais".

 

 

Mais conteúdo sobre:
FlamengoWilson José Witzel

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.