Governo argentino critica o futebol

O governo da Argentina criticou os dirigentes de futebol e os culpou pelos incidentes ocorridos no início da tarde de domingo. Torcedores do Newell?s Old Boys e do River Plate brigaram, em uma praça de pedágio em rodovia que liga Buenos Aires a Rosario, e no final houve duas mortes, dezenas de feriados e centenas de detidos. As autoridades dizem que os cartolas erraram ao elaborar a tabela da 10ª rodada do Torneio Clausura. O calendário previa o jogo entre Newell?s x Boca, em Buenos Aires, e Rosario x River Plate, em Rosario. As facções organizadas se encontraram na estrada e resolveram tirar a limpo velhas diferenças. Pior para Claudio Pucheta, morto com seis facadas e o rosto desfigurado por garrafada, e para Claudio Ponce, assassinado com 12 estocadas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.