Governo autoriza Parma a vender Adriano

A crise financeira que levou a Parmalat à bancarrota e prejudicou diretamente o Parma, pertencente à empresa de laticínios, fez com que o governo italiano autorizasse a venda de três jogadores para aliviar as dívidas do clube da primeira divisão. Um dos jogadores é o atacante brasileiro Adriano, que teria sido negociado com a Inter de Milão por ? 23 milhões (aproximadamente US$ 29 milhões). Os demais atletas vendidos são Emiliano Bonazzoli, ao Reggina, e Aimor Diana, ao Sampdoria, informou nesta sexta-feira a Gazzetta dello Sport.O clube italiano deve ser vendido ao final da temporada, garantiu o ministro Antoni Marzano. ?Com essas vendas, o Parma pode melhorar sua difícil situação econômica?, disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.