Governo cancela obra em Brasília para Copa de 2014

Veiculo leve sobre trilhos (VLT) foi retirado da matriz de responsabilidades para o torneio

Reuters

28 de setembro de 2012 | 18h58

BRASÍLIA - A construção do veículo leve sobre trilhos (VLT) de Brasília, que ligaria o aeroporto da capital a um terminal urbano, foi excluída da matriz de responsabilidades da Copa de 2014. A retirada, anunciada nesta sexta-feira pelo governo federal, foi feita a pedido do governo do Distrito Federal, já que o VLT não ficaria pronto a tempo do Mundial.

Segundo o Ministério do Esporte, foi a segunda obra de mobilidade a ser retirada da matriz de responsabilidades para o torneio. A construção de corredores de ônibus BRT (Bus Rapid Transport) em Salvador foi a primeira.

O Brasil já recebeu duras críticas da Fifa pelo atraso nos preparativos para o Mundial. O secretário-geral da entidade, Jérôme Valcke, chegou a dizer em março que o país precisava de um "chute no traseiro" para acelerar as obras. Em suas últimas declarações, no entanto, ele elogiou os avanços, e disse que a preparação brasileira entrou numa velocidade "de cruzeiro".

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCopa 2014Brasíliaobras

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.