Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Governo distribui ingressos da Copa para escolas públicas e indígenas

Serão, pelo menos, 180.200 estudantes na disputa por 24 mil entradas

Murilo Rodrigues Alves, Agência Estado

19 de maio de 2014 | 20h05

BRASÍLIA -O governo federal vai distribuir 50 mil ingressos da Copa do Mundo para alunos da rede pública e comunidades indígenas vinculadas à Fundação Nacional do Índio (Funai) e ao Comitê Intertribal. Serão 48 mil entradas cedidas pela Fifa, a quem coube a determinação do número de entradas para cada uma das 12 cidades-sede. Outros 2 mil ingressos serão destinados aos indígenas.

Já foram escolhidas as 901 escolas da rede pública que vão receber ingressos. O sorteio, feito pela Caixa Econômica Federal no início de maio, a partir de combinações de números gerados pelo resultado da Loteria Federal, foi divulgado na última sexta-feira.

As escolas estão localizadas em uma das 12 cidade-sede dos jogos da Copa e possuem, no mínimo, 200 alunos. Ou seja, serão pelo menos 180.200 estudantes na disputa por 24 mil ingressos, já que os sortudos poderão levar um acompanhante maior de idade. Os alunos serão escolhidos pela mesma metodologia, via Loteria Federal, tendo como base o código de matrícula no Censo Escolar da Educação Básica de 2013. O Ministério da Educação divulgará a lista dos contemplados na primeira semana de junho.

Os diretores farão a retirada dos ingressos nos centros de distribuição da Fifa e depois preencherão no sistema do MEC os nomes e lugares dos alunos e responsáveis contemplados. Pelo regulamento, o ingresso é intransferível. O responsável pelo aluno não pode vender ou doar a cortesia.

A Fifa foi responsável por determinar a quantidade de ingressos que foi destinada a cada cidade-sede. Há cortesias para todos os jogos. Curitiba vai receber mais ingressos que todas as outras capitais: 7.556. A lista segue com Fortaleza (7.282), Cuiabá (7.016), Porto Alegre (5.824), Recife (5.674), Salvador (3.836), Natal (2.812), Belo Horizonte (2.228), São Paulo (2.122), Manaus (1.782), Brasília (1.344) e Rio (524).

No caso dos 2 mil ingressos destinados aos indígenas, Cuiabá lidera com 290 entradas. Curitiba (252), Porto Alegre (232), Brasília (220), Fortaleza (214), Recife (180), Salvador (172), Manaus (120), São Paulo (116), Natal (94), Belo Horizonte (76) e Rio (34).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.