Maracanã/Divulgação
Maracanã/Divulgação

Governo do Rio e Maracanã recuperam peças perdidas da Calçada da Fama do estádio

Itens serão colocados na nova Calçada da Fama do estádio, que será reinaugurada somente em abril

Redação, Estadão Conteúdo

15 de fevereiro de 2019 | 14h50

O Governo do Rio confirmou nesta sexta-feira a recuperação de 73 peças da Calçada da Fama do Maracanã. Os itens estavam desaparecidos desde a reforma realizada no estádio e, agora, deverão ser novamente exibidos para torcedores e visitantes como atração turística do estádio.

O acervo estava distribuído em salas no Maracanãzinho, inclusive em um banheiro, porém a concessionária que administra o estádio não tinha acesso já que as mesmas estavam de posse da Superintendência de Desportos do Estado do Rio de Janeiro (Suderj). Em nota, o Governo do Rio e o Maracanã ressaltam que os itens serão colocados na nova Calçada da Fama do estádio, que será reinaugurada somente em abril. Até lá, no entanto, alguns deles deverão passar por reparos.

De acordo com o comunicado, 31 das peças recuperadas estão em bom estado e prontas para serem expostas até o fim de abril. Outras 21, no entanto, serão restauradas e só irão colocadas para o público até a Copa América. Vinte delas precisarão ser produzidas a partir dos moldes e só ficarão prontas no fim do ano, enquanto uma foi encontrada sem identificação. Há ainda 16 placas metálicas com nomes de atletas.

Desde a perda destes itens, a nova Calçada da Fama do Maracanã já coletou mais 28 peças de nomes importantes do esporte. Por isso, a expectativa é de que mais de 100 itens estejam disponíveis para a visita dos torcedores até o fim do ano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.