Governo federal lançará PAC da Copa de 2014 até maio

O ministro do Esporte, Orlando Silva Junior, informou nesta terça-feira que o governo lançará, até maio de 2009, o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) da Copa do Mundo de 2014. O anúncio será feito após o anúncio das cidades que sediarão a competição no Brasil. De acordo com o ministro, ainda não foi definido um orçamento para a Copa porque é preciso saber quais serão as cidades escolhidas pela Fifa. "Dependendo das cidades, o investimento será maior ou menor. A decisão do presidente Lula é investir o que for necessário para que a Copa seja aconteça com grande sucesso", afirmou.As cidades candidatas, ainda segundo Orlando Silva, devem formar parcerias com a iniciativa privada para construção e reformas dos estádios. "A Copa poderá dar oportunidade para o Brasil mudar a cultura no gerenciamento de equipamentos esportivos, ao estimular maior presença do setor privado. O desafio dos estados é apresentar modelos atraentes para viabilizar a gestão privada nos estádios". O ministro também informou que o PAC da Copa vai dar prioridade para as obras de "mobilidade urbana", como estradas e aeroportos. "É preciso dar solução de transporte público coletivo, que tenha capacidade para mover milhares de pessoas que chegarão às cidades. Esse é o desafio. Por isso, o centro do PAC da Copa será a mobilidade urbana".Essas obras, na visão do governo federal, ficarão como legado da Copa para o País. "A realização da Copa será uma oportunidade para enfrentar gargalho de infra-estrutura no País e antecipará investimentos que, mais cedo ou mais tarde, seriam necessários".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.