Maxim Shemetov / Reuters
Maxim Shemetov / Reuters

Governo russo revela temer que praga de gafanhotos ataque campo da Copa do Mundo

Estádio de Volgogrado será sede de quatro jogos da fase de grupos e está em região afetada pela praga

Estadão Conteúdo

31 Janeiro 2018 | 13h34

Uma praga de gafanhotos poderia destruir campos de estádios da Copa do Mundo, disse um membro do governo russo nesta quarta-feira. Os gafanhotos costumam infestar plantações no sul da Rússia e o responsável por supervisionar a proteção das culturas no Ministério da Agricultura disse que eles poderiam também atacar os gramados de arenas.

+ Fifa confirma mais de 4,9 milhões de pedidos por ingressos da Copa de 2018

+ Tite convocará em 2 de março e Brasil enfrentará Rússia no palco da final da Copa

"Nós aprendemos mais ou menos como lidar com gafanhotos, mas neste ano estou receoso que possamos acabar em um escândalo internacional de gafanhotos", disse Pyotr Chekmaryov, em comentários divulgados por agências estatais da Rússia. "Os campos de futebol são verdes. Gafanhotos gostam de lugares onde há muito verde. E se eles voarem para os lugares onde o futebol é jogado?", questionou.

Chekmaryov apontou preocupação particular com a região de Volgogrado. A cidade será sede de quatro jogos na fase de grupos da Copa do Mundo: Tunísia x Inglaterra, Nigéria x Islândia, Arábia Saudita x Egito e Japão x Polônia.

Se dirigindo a uma conferência de especialistas agrícolas, Chekmaryov disse que era "nossa responsabilidade" garantir que os russos "não façam um papelão para todo o mundo, especialmente quando receberemos pessoas de todo o mundo".

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.