Grã-Bretanha diz que mudança na liderança da Fifa é 'muito necessária' após prisões

A Fifa precisa urgentemente de uma mudança em sua liderança, disse o secretário britânico de Cultura, Mídia e Esporte, John Whittingdale, nesta quinta-feira, um dia após a prisão de importantes dirigentes da Fifa.

REUTERS

28 de maio de 2015 | 07h36

"Uma mudança na liderança da Fifa é muito necessária", disse Whittingdale ao Parlamento, em resposta a uma questão urgente sobre o tema.

"Qualquer pessoa que tenha passado algum tempo olhando para a Fifa... vai saber que esse é apenas o mais recente episódio que sugere que a Fifa é uma organização profundamente corrupta", acrescentou.

Whittingdale fez as declarações ao Parlamento britânico um dia após a prisão de sete dirigentes da Fifa em Zurique, incluindo o ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) José Maria Marin, como parte de uma investigação sobre corrupção no futebol realizada por autoridades norte-americanas.

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, no entanto, não teve seu nome envolvido no indiciamento divulgado na quarta-feira.

(Reportagem de William James e Kylie MacLellan)

Tudo o que sabemos sobre:
FUTFIFAGRABRETANHAMUDANCAS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.