Grafite é titular absoluto para Leão

Grafite está preocupado. O ano não começou da mesma maneira que terminou 2004. Se na reta final do Campeonato Brasileiro ele se transformou no "goleador" exigido pelo técnico Emerson Leão, o mesmo não está acontecendo no Campeonato Paulista. E ele reconhece que a fase não é boa. Em quatro jogos, Grafite marcou apenas uma vez - na goleada (4 a 2) sobre o Ituano, no jogo de estréia.O atacante explica: "Não fui bem, não fui bem mesmo. Infelizmente, as coisas não deram certo para mim. Não tenho de explicar nada. Joguei mal e só posso treinar cada vez mais forte para que isso não aconteça de novo."Embora a fase não ajude, Grafite continua com crédito junto ao treinador. Apesar de ter sido substituído na metade do segundo tempo contra o União São João, domingo, Leão rapidamente tratou de acabar com os rumores, antes mesmo que ganhassem força. "O Grafite é um dos meus titulares absolutos e vai continuar assim. Ele mal é bom. Ele mal, ajuda. Ele pode decidir um jogo a qualquer momento e não posso abrir mão de uma arma como essa."O treinador evitou causar polêmica, ao comentar sobre as manifestações da torcida ao tirar Grafite e colocar o estreante Luizão. Afinal, as vaias seriam para quem? Grafite, Luizão ou Leão? "Tenho de pensar na equipe, enquanto a torcida fantasia. Sei o quanto é desagradável tirar esse ou aquele jogador, mas hoje temos um grupo de 20 e consigo manter o nível", complementa.As palavras de Leão são claras. Quem tem mesmo de se preocupar com a concorrência de Luizão será Diego Tardelli. Apesar do ótimo início de ano, e despontando como um dos artilheiros do Campeonato Paulista - está empatado com Finazzi, do América, com cinco gols -, ele pode sair do time para a entrada do "pentacampeão" Luizão.O treinador assegura: "Ele ainda está ganhando ritmo e tem trabalhado bastante. Por isso, mereceu a oportunidade que teve. O Luizão é um jogador "de área" e tem característica diferenciada em relação às outras opções que temos para o ataque, o que pode ser muito útil em determinadas situações."Luizão, no entanto, não ganhará o posto de titular apenas por ter uma carreira vitoriosa. Enquanto Diego Tardelli continuar em alta e fazendo gols, o ex-jogador do Corinthians seguirá na reserva. "O Tardelli terminou o ano bem e começou 2005 melhor ainda. Ele está feliz e isso faz efeito. Hoje ele percebeu que tem um brilho próprio. E isso é muito melhor do que viver naquele ostracismo", disse Leão.Tardelli não se mostra preocupado com a possível concorrência de Luizão. Pelo contrário, esbanja confiança em seguir como o companheiro ideal de Grafite. "Se o Grafite é titular absoluto, eu preciso batalhar muito pela outra vaga. E isso me motiva ainda mais. A cada jogo tenho de marcar mais gols para não sair do time" reconhece.Para sorte de Tardelli, Luizão não está ansioso em ser o titular. "O que importa é que o São Paulo continue assim, alcançando resultados positivos e brigando pela liderança do Paulistão."

Agencia Estado,

01 de fevereiro de 2005 | 09h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.