DANIEL VORLEY | ESTADÃO CONTEÚDO
DANIEL VORLEY | ESTADÃO CONTEÚDO

Gramado da Arena e Sport desafiam o Palmeiras no Campeonato Brasileiro

Alviverde enfrenta pernambucanos sem Gabriel Jesus, suspenso

Gonçalo Junior, O Estado de S. Paulo

23 Outubro 2016 | 07h00

O Allianz Parque, alçapão onde o Palmeiras só foi derrotado uma vez, pelo Atlético-MG, curiosamente está se tornando um problema na reta final do Campeonato Brasileiro. A questão principal é o gramado, criticado por jogadores e comissão técnica ao longo da semana. A partida de hoje, às 17h, contra o Sport vai servir como parâmetro para o técnico Cuca avaliar se a equipe vai continuar jogando em seu estádio. O Palmeiras quer sustentar (ou ampliar) a vantagem de quatro pontos sobre o Flamengo (64 a 60) e, para isso, aposta na vitória em sua arena.

O treinador palmeirense revelou que faria o treinamento de sábado no estádio, mas decidiu manter a atividade na Academia de Futebol para preservar o terreno. "Não sei como estará domingo. Até pensava em treinar um pouquinho, mas não vou para ter condição um pouquinho melhor de jogo", disse o treinador na sexta-feira.

Cuca cogitou mudar o local dos próximos jogos se as condições não melhorarem. "Tenho de conversar com o Mattos (Alexandre Mattos, diretor de futebol) e com o presidente (Paulo Nobre). Com certeza, eles não estão contentes também. Nossa condição de campo não está boa e temos de pensar no futebol nesta reta final", reclamou.

A construtora WTorre, responsável pela manutenção do gramado, defende-se informando que o Palmeiras participou da última vistoria, realizada antes da partida contra o Grêmio, e que a arena tinha sim condições técnicas de jogo. "As condições de nivelamento e densidade de piso garantiam, segundo os especialistas, não apenas a qualidade técnica, mas também a segurança dos atletas", informou nota da empresa.

Os jogadores discordaram. "O gramado estava um pouco irregular e isso atrapalhou na hora do passe", disse Gabriel Jesus. Para Dudu, esse será mais um desafio para o jogo deste domingo. O gramado foi prejudicado pela realização de dois shows na semana passada, um do cantor Andrea Bocelli e outro da banda Aerosmith. Por causa deles, o Palmeiras atuou contra o Cruzeiro em Araraquara.

Até o fim do Brasileiro, estão programados um show de Mariah Carey (1.º de novembro) e duas exibições dos Guns N'Roses (11 e 12 de novembro). O campo tem de estar bom depois, senão vou chorar de novo”, comentou o treinador ao saber da programação. A discussão sobre o gramado é recorrente na relação entre o Palmeiras e a construtora, mas desde o início do ano, após a troca da grama, o elenco havia diminuído as críticas na sequência da realização dos shows.

CASA CHEIA

A torcida fez parte. Mais de 29 mil ingressos foram vendidos antecipadamente. As entradas para o setor Gol Sul estão esgotadas. O setor Gol Norte, destinado às Organizadas, ainda está interditado por decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). A punição de cinco jogos vai até o duelo com o Internacional, dia 6 de novembro.

ESCALAÇÃO

Gabriel Jesus, vice-artilheiro do Campeonato Brasileiro com 11 gols, está suspenso pelo terceiro cartão amarelo. "Já jogamos sem o Gabriel. Contra Corinthians, outros jogos que me falham a memória, nós passamos também. Tivemos dificuldade no começo, quando não entendemos algumas coisas, contra Atlético-MG, Botafogo e Chapecoense. Mas, depois, passamos a ter boas alternativas. Fazemos jogos bons sem ele também", disse Cuca.

O provável substituto é Barrios, elogiado pelo treinador na quarta-feira. Se for escalado, ele fará o papel de pivô, preparando as jogadas para os meias. Cuca também testou Leandro e Alecsandro, mas os dois costumam sair mais da área. Na defesa, Fabiano não participou dos treinos por causa de uma lesão na coxa direita. Jean deverá ser escalado em seu lugar.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS - Jailson; Jean, Mina, Vitor Hugo e Egídio; Tchê Tchê, Moisés e Cleiton Xavier (Zé Roberto); Roger Guedes, Lucas Barrios e Dudu. Técnico: Cuca.

SPORT - Magrão; Samuel, Matheus Ferraz, Ronaldo Alves e Renê; Rithely, Paulo Roberto, Diego Souza, Everton e Rodney; Rogério. Técnico: Daniel Paulista.

JUIZ - Ricardo Ribeiro (MG).

TV - Pay-per-view.

LOCAL - Allianz Parque, em São Paulo.

HORÁRIO - 17h.

AO VIVO - estadao.com.br/e/sepvivo. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.