Grandalhão Crouch é arma da Inglaterra contra o Paraguai

Há tempos se fala que a Inglaterra mudou seu estilo de jogo, abandonando as bolas altas e os cruzamentos para a área em detrimento de um toque de bola mais refinado. Neste sábado, porém, a equipe estréia na Copa, diante do Paraguai, às 10 horas, em Frankfurt, apostando no típico "jogo inglês" e nas cabeçadas do grandalhão Peter Crouch, do Liverpool, 2,01 m declarados, 1,98 m nas estatísticas oficiais da Fifa.A recuperação de Wayne Rooney empolgou os ingleses, mas o garoto-prodígio só poderá jogar, se tudo correr muito bem, a partir das oitavas-de-final. Por isso, o homem-gol dos ingleses será o especialista na "dança do robô", que até hoje não conseguiu emplacar um lugar de titular em seu próprio time - na final do Mundial de Clubes, contra o São Paulo, por exemplo, ele atuou apenas nos últimos dez minutos.Nos últimos amistosos da Inglaterra, porém, Crouch teve ótimo desempenho, com três gols nos 6 a 0 sobre a Jamaica e outro nos 3 a 1 sobre a Hungria. É motivo de elogios dos companheiros e de preocupação dos adversários."Eu o vejo nos treinos e sei que ele é muito talentoso. Se ele for bem, vai causar muitos problemas à defesa do Paraguai", afirma o meia Steven Gerrard. "É muito difícil enfrentar jogadores como ele", diz o técnico paraguaio Aníbal Ruiz.Fora Rooney, a Inglaterra superou seus problemas de contusão, como as dores nas costas de Gerrard, o tornozelo de John Terry e as lesões musculares de Gary Neville. Já o Paraguai tem um problema com seu principal astro, Roque Santa Cruz, que operou o joelho direito durante a temporada e teve tendinite durante o processo de recuperação. Ele se diz pronto para entrar em campo. "Não estou 100%, mas acho que posso jogar. Teria de estar muito mal para ficar de fora", afirmou. Ruiz promete esperar até o último momento pelo jogador do Bayern de Munique. Se não puder jogar, entra Cuevas.Inglaterra x ParaguaiInglaterra - Robinson; Gary Neville, Ferdinand, Terry e Ashley Cole; Beckham, Lampard, Gerrard e Joe Cole; Owen e Crouch. Técnico: Sven-Goran Eriksson.Paraguai - Villar; Caniza, Gamarra, Cáceres e Toledo; Bonet, Acuña, Paredes e Riveros; Haedo Valdez e Santa Cruz (Cuevas). Técnico: Aníbal Ruiz.Árbitro: Marco Antonio Rodríguez (MEX). Local: Waldstadion, em Frankfurt. Horário: 10 horas, em Brasília.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.