Grécia confirma saída do técnico português Fernando Santos após a Copa

Grécia confirma saída do técnico português Fernando Santos após a Copa

Treinador encerrará no Mundial um ciclo de quatro anos à frente da equipe

Agência Estado

27 de fevereiro de 2014 | 11h50

ATENAS - A Associação de Futebol da Grécia confirmou oficialmente nesta quinta-feira que o técnico Fernando Santos deixará de ocupar o seu cargo depois de comandar a seleção grega na Copa do Mundo de 2014. Assim, o treinador português encerrará no Brasil um ciclo de quatro anos à frente do time nacional, após cumprir o objetivo de levar o mesmo ao Mundial.

Diretor da entidade que controla o futebol grego, Giorgos Sarris afirmou nesta quinta que "continuará a oferecer (a Santos) total apoio até o seu último dia na sua posição" de técnico da seleção do país.

Hoje com 59 anos de idade, o português acumulou grande experiência à frente de times da Grécia, onde dirigiu AEK Atenas, Panathinaikos e PAOK, antes de assumir a seleção do país em 2010. Na época, ele herdou o lugar de Otto Rehhagel, que se aposentou seis anos após levar os gregos a um histórico e improvável título da Eurocopa de 2004.

Sob o comando de Fernando Santos, a Grécia começou a atuar de forma mais corajosa, abandonando um pouco o estilo extremamente defensivo que vinha apresentando anteriormente. E o treinador teve sucesso ao contabilizar o bom retrospecto de 24 vitórias, 13 empates e apenas quatro derrotas no comando da equipe nacional até aqui.

Com este desempenho, a Grécia, além de se garantir no Mundial, conseguiu se classificar para a Eurocopa de 2012 e ocupa hoje a 12ª posição do ranking da Fifa. Os gregos irão integrar o Grupo C da Copa e estrearão na competição diante da Colômbia, em 14 de junho, no Mineirão, em Belo Horizonte. Cinco dias depois, terão pela frente o Japão, na Arena das Dunas, em Natal, para depois fecharem campanha na primeira fase contra a Costa do Marfim, no dia 24, no Castelão, em Fortaleza.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.