AP
AP

Grego punido por gesto nazista em comemoração de gol pede desculpas

Após ato, meia do AEK Atenas foi suspenso da seleção grega por toda a vida

O Estado de S. Paulo

19 de março de 2013 | 08h05

ATENAS - O meia do AEK Atenas, Giorgios Katidis, pediu desculpas por ter comemorado o gol da vitória de seu time sobre o Veria, sábado, pela Superliga grega, com um gesto nazista. O ato lhe custou uma suspensão da seleção de seu país por toda vida, imposta pela Federação Grega de Futebol. "Foi um ato de estupidez. Eu cometi o erro e sou o único culpado que deve ser punido por isso. O AEK não tem responsabilidade alguma."

Katidis disse que não vai mais vestir a camisa do AEK. "Percebi o quanto eu ofendi a história do clube. Entendo totalmente as razões da Federação e devo um pedido de desculpas enorme, pois foi a entidade que me ajudou a chegar onde estou no profissionalismo", disse o ex-capitão da seleção grega sub-19.

Katidis, de 20 anos, fez questão de reiterar que ele não é fascista ou racista. "Infelizmente, eu não posso voltar o relógio, mas eu quero esclarecer que eu não sou um fascista, neonazista ou racista. Eu tenho um irmão adotado de Porto Rico e toda a minha família é do Mar Negro, onde as experiências racistas foram as piores possíveis."

Em um comunicado, a Federação Grega não se sensibilizou com as desculpas de Katidis. "A ação do jogador para saudar os espectadores de uma forma nazista é uma provocação grave." Giannis Moralis, presidente da Superliga, também espera que alguma punição seja imposta ao atleta, após a reunião da entidade semana que vem.

Inicialmente, Katidis afirmara que estava apenas apontando para um amigo doente que estaria na arquibancada, oferecendo o gol em homenagem. "Ele é um garoto que não tem quaisquer ideias políticas. Ele provavelmente viu como uma saudação na internet ou em outro lugar, sem saber o que isso significa", afirmou Ewald Lienen, técnico alemão do AEK.

Notícias relacionadas

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.